A expressão “Veni Creator” provém de um antigo hino da Igreja Católica, datado do século IX e que desde então coloca-se como uma importante oração de clamor pelo Espírito Santo.

Mas foi no final do século XIX para o início do século XX, que a devoção à Terceira Pessoa da Santíssima Trindade se fez mais marcante, através dos constantes apelos da Beata Elena Guerra ao Sumo Pontífice, na época, o Papa Leão XIII, que discernindo a vontade de Deus na fala daquela religiosa, consagrou solenemente todo o século XX ao Espírito Santo, na noite do dia 31 de dezembro de 1900, entoando na Santa Missa, o “Veni Creator Spiritus” (em latim).

Neste período, o Santo Padre escreveu e divulgou inúmeras formações e orações voltadas ao Espírito Santo, como por exemplo a Novena em preparação para a Festa de Pentecostes e a Ladainha que se recita até hoje.

A Igreja ainda colhe os frutos desta feliz consagração: foi no século XX que surgiu a Renovação Carismática Católica, da qual também surgiram inúmeros movimentos e Novas Comunidades para também se colocarem a serviço do Reino, entre elas, a Comunidade Casa da Paz, fundada em 1998.

Confira aqui a Oração em Latim e rezemos juntos em português:

Veni Creator Spiritus! 

Veni, creátor Spíritus
mentes tuórum vísita,
imple supérna grátia,
quæ tu creásti, péctora.

Qui díceris Paráclitus,
altíssimum donum Dei,
fons vivus, ignis, cáritas
et spiritális únctio.

Tu septifórmis múnere,
digitus patérnæ déxteræ,
tu rite promíssum Patris
sermóne ditans gúttura.

Accénde lumen sénsibus,
infúnde amórem córdibus,
infírma nostri córporis
virtúte firmans pérpeti.

Hostem repéllas lóngius
pacémque dones prótinus;
dúctore sic te prævio,
vitémus omne nóxium.

Per te sciámus da Patrem
noscámus atque Fílium,
teque utriúsque Spíritum
credámus omni témpore.

Deo Patri sit glória,
et Fílio, qui a mórtuis
surréxit, ac Paráclito,
in sæculórum sæcula. Amen.

Vem, Espírito Criador!

Vinde Espírito Criador, a nossa alma visitai
e enchei os corações com vossos dons celestiais.

Vós sois chamado o Intercessor de Deus excelso dom sem par,
a fonte viva, o fogo, o amor, a unção divina e salutar.

Sois o doador dos sete dons e sois poder na mão do Pai,
por Ele prometido a nós, por nós seus feitos proclamai.

A nossa mente iluminai, os corações enchei de amor,
nossa fraqueza encorajai, qual força eterna e protetor.

Nosso inimigo repeli, e concedei-nos a vossa paz,
se pela graça nos guiais, o mal deixamos para trás.

Ao Pai e ao Filho Salvador, por vós possamos conhecer
que procedeis do Seu amor, fazei-nos sempre firmes crer. Amém!